Brasil, Pátria Educadora?

1 Flares 1 Flares ×

Brasil – Pátria Educadora

Os quatro maiores problemas do Brasil são:

  • Justiça . se é lenta, não é justa;
  • Segurança – existe?
  • Saúde – finge que o SUS funciona;
  • Educação – a base de tudo.

Vamos falar de educação, especificamente das escolas superiores. Há uma década atrás, as universidades públicas eram as melhores do País. Não mais. Hoje temos centros de excelência na FGV, INSPER, IBMEC, além de grandes grupos privados que, graças as bolsas de estudo concedidas pelo governo para os mais pobres, crescem e oferecem ótimas alternativas para as estatais falidas.

Enquanto grupos privados – Kroton, Estácio de Sá e outros – vem melhorando a cada ano, as universidades públicas, com algumas exceções, se deterioram, e servem para justificar a ideia de que o governo deveria privatizar aquelas que estão ficando para trás.

Vamos tomar o exemplo do Rio de Janeiro. Um governo desastroso levou a falência do Estado, e também da UERJ, universidade estadual que já foi uma referência nacional. Hoje, sem poder pagar servidores, convive com greves. Os professores ficam em casa, com direito a receber salários, ainda que estes sejam pendurados por falta de dinheiro.

Por que não privatizar a UERJ para que ela continue prestando seus inestimáveis serviços ao Rio de Janeiro e ao Brasil? Os alunos ricos pagariam mensalidades e os pobres receberiam bolsas, como deveria ser em todas as universidades públicas brasileiras.

Você concorda?

Deixe, por favor, sua opinião, observações e sugestões clicando em comentários no canto superior esquerdo desse artigo, logo abaixo do título.

Agradeço sua participação.

Roberto Lima Netto, Ph.D., Economic Systems Planning, Stanford University.

Uma ideia sobre “Brasil, Pátria Educadora?

  1. Alberto ortenblad

    Sim, a edução é básica. É por isso que vamos precisar de pelo menos mais uma geração (se for melhor educada) para tentar consertar o país.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *