Arquivo da tag: BNDES

Dilma desonesta?

Dilma desonesta?

Os petistas tentam fazer um discurso em defesa da Dilma afirmando que ela é honesta. Será?

O processo de impeachment não pode usar alguns fatos anteriores ao segundo mandato da Dilma. Não se pode incluir o fato de que, como Ministra de Energia e Presidente do Conselho da Petrobras, ela aprovou a compra da Refinaria de Pasadena, que certamente lhe rendeu bons fundos eleitorais. Será que ela, tão detalhista e centralizadora, não sabia de cláusulas tão importantes do contrato? A justiça americana – Pasadena se localiza nos USA – certamente a condenaria, se ela vier a ser julgada lá. Continue lendo

CPI do BNDES

CPI do BNDES

A CPI do BNDES pode trazer revelações estarrecedoras caso seja feita de maneira objetiva. Infelizmente, o que geralmente ocorre em CPIs é que elas se tornam mais um espetáculo teatral do que propriamente uma comissão de inquérito.

Alguns números da farra do BNDES no período 2009-2014:

  • Moçambique: barragem Moamba-Major – US$ 359 milhões
  • Moçambique: BRT Corredor de ônibus Maputo – US$ 180 milhões
  • Nicarágua: hidroelétrica Tumarim – US$ 343 milhões
  • Bolívia: estrada Hácia al Norte – US$ 199 milhões
  • Peru; abastecimento de água em Lima – valora não informado
  • Uruguai: gasoduto Montevidéu – valor não informado
  • Nigéria: via expressa Luanda-Kipangondo – valor não informado
  • Venezuela: segunda ponte Rio Orinoco – US$ 300 milhões
  • Venezuela: metrô Caracas linhas 3 e 4 – US$ 732 milhões
  • Argentina: soterramento do Ferrocaril Sarmiento – US$ 1,5 Bilhões
  • Argentina: aqueduto Chaco – US$ 180 milhões
  • Panamá: autopista Madon-Colón – US$ US$ 152,8 milhões
  • Panamá: metro cidade de Panamá– US$ 1,8 Bilhão
  • Peru: hidroelétrica Chaglla
  • Equador: hidroelétrica US$ 243 milhões
  • Equador: hidroelétrica Mandariaçu – US$ 90 milhões
  • Cuba – porto Mariel – US$ 682 milhões
  • Moçambique: aeroporto Nacalá . US$ 125 milhões

Houve uma época em que o BNDES era um banco sério, do qual me orgulho de haver sido diretor.

Você sabe como funcionam os empréstimos que o Brasil estende a outros países, geralmente através do BNDES ? Vejamos o caso da Bolívia como exemplo. O país tinha uma dívida não paga com o Brasil. Era inadimplente. Sendo assim, nosso governo estava proibido de conceder-lhe novos créditos. Continue lendo