Vacina contra PT

2 Flares 2 Flares ×

Vacina contra PT

Temos que aplicar no povão uma vacina contra o PT. Como o PT e seus aliados conseguem convencer uma parte considerável da população, especialmente os jovens, que o impeachment é golpe? E olha que esse discurso se espalhou até no exterior.

Existe um ditado que diz que se pode convencer muitas pessoas com argumentos falsos por pouco tempo ou poucas pessoas por muito tempo. Errado! Minha experiência quando presidente da CSN – Cia. Siderúrgica Nacional desmente esse ditado. A CUT convencia muita gente por muito tempo. Para isso, usavam um discurso repetido constantemente nos boletins sindicais.

O PT sempre foi muito bom de discurso. Está conseguindo convencer uma parcela importante do povo que o impeachment é golpe. Para isso, unificaram a narrativa em torno de dois argumentos: A Dilma é honesta e o PMDB é corrupto. Golpe!

Enquanto isso, os governistas repetem a narrativa das pedaladas e das despesas não aprovadas pelo Congresso. Esse discurso é o argumento jurídico que justifica o impeachment, mas não é entendido pelo povão.

Onde os aliados do governo deveriam bater? Pedaladas e despesas sem sanção do Congresso são os argumentos que dão legitimidade ao impeachment. Porém, o povão não entende disso. O discurso dos governistas deveria se concentrar nos pontos:

  • Dilma honesta? Ela aprovou a compra da Refinaria de Pasadena, um assalto aos cofres da Petrobrás. Ela alega que foi enganada. Mentira. Ele era Ministra de Minas e Energia e Presidente do Conselho da Petrobrás, e sendo uma pessoa centralizadora e detalhista, sabia de tudo.
  • Ela sabia que recursos de sua campanha eleitoral vinham dos cofres da Petrobrás.
  • E a manobra para livrar o Lula das garras do Moro. É obstrução da Lavajato, como agora acusam certos elementos do alto escalão do PMDB.
  • Dilma mentirosa? Na campanha eleitoral ela mentiu para o povo. Agora ela promete, se voltar ao governo, fazer um plebiscito para chamar novas eleições já. Esse argumento atrai muita gente desesperançada com o PMDB. Dá para acreditar em uma mentirosa? Talvez ela até fingisse que cumpriria sua palavra, manobrando um processo longo que se arrastaria até 2018.

O Temer assumiu o governo com uma rejeição de 62%. Começou o governo sem indicar mulheres para seu ministério e escolhendo envolvidos na Lavajato para ministros. Em compensação, escolheu um time de primeiríssima linha para dirigir a Economia e que, apesar das dificuldades, tem grande chances de colocar o Brasil no caminho certo desde que Temer consiga algumas reformas básicas que dependem do Congrasso..

Teria Temer errado na escolha de alguns ministros e do líder do governo na Câmara? Este líder tem o apoio de mais de 200 deputados, e o Brasil precisa desesperadamente de reformas de base, que dependem de votos dos congressistas, e que, se não aprovadas, não tiram o Brasil do pântano que o PT nos colocou. Acho que o Temer não tinha escolha.

Em síntese: a situação tem que unificar seu discurso:

  • Esquecer os argumentos jurídicos, pois os votos dos senadores não dependem mais deles, pois votam contra o PT e não devido às pedaladas.
  • Bater firme na honestidade da Dilma, na do Lula e no desemprego.

Você concorda?

Deixe, por favor, sua opinião, observações e sugestões clicando em comentários no canto superior esquerdo desse artigo, logo abaixo do título.

Agradeço sua participação.

Roberto Lima Netto, Ph.D., Economic Systems Planning, Stanford University

Uma ideia sobre “Vacina contra PT

  1. Geraldo Guimarães

    Com certeza. O que mais me impressiona é como um pequeno grupo: uns 6 senadores; uns 50 na porta do Temer em SP, uns 200 no Palácio da Cultura e alguns articulistas, que cabem todos, sentados, em uma composição do metrô, com seguem tanta repercussão e influência em boa parte do povo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *